Notícias

PACIFICAÇÃO SOCIAL - Justiça Restaurativa realiza encontro virtual

 
 
O programa visa contribuir com a pacificação social, estimulando, apoiando e difundindo as práticas consensuais de resolução de conflitos
 
 
Foto: Nucri
I Encontro de Rede de Justiça Restaurativa
A reunião será realizada totalmente online nesta quinta-feira, dia 23, a partir das 14 horas, em uma videoconferência por meio da plataforma Scriba do TJRR
 
 
 
 
Com a proposta de contribuir para a restauração familiar e social, o TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima) promove, por meio do Núcleo de Justiça Restaurativa, o 1º Encontro da Rede do Estado de Roraima. A reunião será realizada nesta quinta- feira, dia 23, a partir das 14 horas. 
 
Todos os debates serão realizados online, com o suporte da plataforma de videoconferências do Poder Judiciário de Roraima, o Scriba. Os interessados em participar podem acessar a reunião pelo link: https://vc.tjrr.jus.br/lor-vrh-9ak.
 
O encontro faz parte do projeto Justiça Presente do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) com o PNuD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), em que foram escolhidos 10 tribunais para dar início a essa ação. O programa visa contribuir com a pacificação social, estimulando, apoiando e difundindo as práticas consensuais de resolução de conflitos.
 
O coordenador do Núcleo de Justiça Restaurativa, juiz Marcelo Oliveira, explica que a Justiça Restaurativa é uma forma diferente de fazer a Justiça. “Não se busca um culpado, um acusado ou um vencedor. O que se busca em verdade é a responsabilização sobre o fato, a recuperação, se possível, do dano, de forma que as relações prejudicadas por conta do ato ilícito possam ser regeneradas”, ressaltou o magistrado.
 
 
JUSTIÇA RESTAURATIVA - A Justiça Restaurativa proporciona aos envolvidos maior dignidade e consciência do papel que exercem na sociedade, com o objetivo de restaurar vínculos e restaurar as relações entre as pessoas, na medida em que empodera a vítima, responsabiliza o ofensor e fortalece o sentido comunitário, por meio da participação em processos dialógicos, práticas circulares, encontros entre a vítima, o ofensor, suas famílias, entidades públicas e privadas.
 
No Poder Judiciário de Roraima, a Justiça Restaurativa é coordenada pela CIJ (Coordenadoria da Infância e Juventude). Para saber mais sobre como funciona o trabalho ou entrar em contato com o Núcleo da Justiça Restaurativa do TJRR, estão disponíveis os telefones: 095 3194-2689 ou 3194-2688 e o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..