.

Ir para o Conteúdo  | Ir para o Menu  | Ir para o rodapé  | Ir para a Busca             Acessibilidade   | Intranet  |  SIC  |  Canal de Denúncia  | Ouvidoria   Botão do Instagram do Tribunal de Justiça de Roraima   Botão de acesso a rede social Facebook do TJRR   Botão de acesso ao canal de Youtube do TJRR   Botão  da Rede Social Twitter do TJRR

Selos Prêmios TJRR       

Slide item 1
Slide item 2

ACOLHIMENTO - Unidade de Justiça Restaurativa do TJRR implementa Círculos de Construção de Paz no Abrigo Feminino

Fotos: Nucri TJRR 
 
A Unidade de Justiça Restaurativa (UNIJUR) do Tribunal de Justiça de Roraima, coordenada pelo juiz Marcelo Lima Oliveira, está implementando no Abrigo Institucional Pastor Josué da Rocha Araújo (Abrigo Feminino) os Círculos de Construção de Paz (CCPAZ) como uma ferramenta fundamental para prevenir e resolver conflitos, promover a cultura de paz e fomentar novas normas de comunicação não violenta e restaurativa. 
 
 
Com a participação de 40 servidoras e 20 adolescentes acolhidas, os Círculos de Construção de Paz serão realizados em turmas separadas, a fim de garantir uma abordagem personalizada e eficaz para cada grupo. As atividades iniciaram no dia 11 e seguem até 15 de março. Os primeiros dias foram dedicados exclusivamente às servidoras, reconhecendo a importância de acolher e ouvir as dificuldades e desafios enfrentados diariamente na instituição de acolhimento.
 
 
Segundo a chefe da unidade de Justiça Restaurativa e responsável pelo projeto, Valeska Carvalho, nesse primeiro momento o tema dos Círculos de Construção de Paz é ‘Superando Traumas’, tendo o objetivo de melhorar o ambiente de trabalho e trabalhar a resiliência das servidoras e das acolhidas. 
 
“O projeto é para empoderar essas pessoas para que elas tenham meios de lidar melhor com  situações difíceis, para melhorar o ambiente de trabalho, de treiná-las numa comunicação não violenta, mais assertiva”.
 
Ao adotar os Círculos de Construção de Paz, o Abrigo Feminino demonstra o comprometimento em proporcionar um ambiente onde conflitos são resolvidos de maneira construtiva e relações são fortalecidas através do diálogo e da compreensão mútua. 
De acordo com a gerente de Abrigo, Clisaida Rejani Jimenez, essa parceria com o Tribunal de Justiça de Roraima, por meio da Justiça Restaurativa, veio no melhor momento.  
 
 “Percebe-se uma parceria e um cuidado com aqueles que oferecem esse tipo de acolhimento, que necessitam de um tratamento mais humanizado. Todas as servidoras e meninas acolhidas são encaminhadas para atendimento psicológico, buscando promover um ambiente de apoio integral”, ressaltou a gerente. 
 
CÍRCULO DE CONSTRUÇÃO DE PAZ
 
O Círculo de Construção de Paz (CCPAZ) é uma ferramenta da Justiça Restaurativa, que surge como uma alternativa ao modelo punitivista. A dinâmica consiste na criação de um espaço seguro para reflexão e troca de experiências que, de forma orientada, permite a construção de relacionamentos, a tomada de decisões e resolução de conflitos de forma eficiente. A escolha pela abordagem circular permite que todos os participantes se enxerguem e sejam vistos igualmente, no mesmo nível. O formato reforça a horizontalidade das relações dentro do processo, em que todos importam e são valorizados.
 
Ícone WhastsApp Ícone Instagram TJRR Ícone Twitter TJRR Ícone Facebook TJRR Ícone Linkedin TJRR Ícone Spotify TJRR Ícone TikTok TJRR Ícone Youtube TJRR

Palácio da Justiça - Desembargador Robério Nunes dos Anjos

Endereço: Praça do Centro Cívico, 296 - Centro - 69.301-380

Telefones:

3198-2800 - Palácio da Justiça
3198-4700 - Fórum Cível
3194-2699 - Fórum Criminal
3198-4900 - Prédio Administrativo
3621-5100 - Vara da Infância e Juventude

Logomarca do Tribunal de Justiça de Roraima

PLANTÕES DE ATENDIMENTO - SÁBADO, DOMINGOS E FERIADOS

Plantão Judicial 1ª Instância: ☎ (95) 98404 3085
Plantão Judicial 2ª Instância: ☎ (95) 98404 3123
Núcleo de Plantão Judicial e Audiência de Custódia: ☎ (95) 98404 3085
Plantão Vara da Justiça Itinerante: ☎ (95) 98404 3086

 

Ícone Mapa do Site     Banner Radar da Transparência Pública

.
Acessibilidade Visual
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte