.

Ir para o Conteúdo  | Ir para o Menu  | Ir para o rodapé  | Ir para a Busca             Acessibilidade   | Intranet  |  SIC  |  Canal de Denúncia  | Ouvidoria   Botão do Instagram do Tribunal de Justiça de Roraima   Botão de acesso a rede social Facebook do TJRR   Botão de acesso ao canal de Youtube do TJRR   Botão  da Rede Social Twitter do TJRR

Selos Prêmios TJRR       

Ejurr finaliza curso “Julgamento com perspectiva de gênero”

Foto Ejurr
 
A Escola Judicial de Roraima concluiu o curso “Julgamento com perspectiva de gênero”. A última etapa da capacitação foi realizada de forma presencial com a presença da juíza auxiliar da Presidência do CNJ, Karen Luise Vilanova de Souza na segunda-feira, 13 de maio, nos turnos matutino e vespertino. 
 
Também atuaram como formadoras da capacitação, a juíza do TJSP, Ana Rita Figueiredo Nery, a juíza do TJCE, Bruna dos Santos Costa Rodrigues, e a juíza do TJRS, Madgéli Frantz Machado, que ministraram aulas no formato EaD ao vivo (síncrono), no período de 6 a 10 de maio.
 
Para a juíza Karen Luise de Souza, o curso  teve como objetivo, a transformação da cultura institucional e a produção de decisões mais justas e  próximas das necessidades da sociedade.
 
“Foi uma jornada muito importante pois nós pudemos consolidar os conteúdos que  foram trabalhados durante a semana passada, em cada uma das cinco aulas das colegas. Revisamos esses conteúdos, pensamos no guia passo a passo, para magistrados, magistradas, servidores e servidoras conforme o protocolo, e trabalhamos vários casos concretos, fazendo debates muito profundos sobre as possibilidades de decisões a partir dessas lentes, de olhar o mundo com a perspectiva de gênero.” 
 
O curso teve a participação de magistrados, magistradas, servidores, servidoras e residentes judiciais do Tribunal de Justiça de Roraima. A carga horária foi de 28 horas. 
 
O que é Julgamento com perspectiva de gênero? 
 
O Poder Judiciário deverá levar em conta nos julgamentos, as especificidades das pessoas envolvidas, a fim de evitar preconceitos e discriminação por gênero e outras características. 
 
O  julgamento com perspectiva de gênero é uma metodologia de aplicação do direito que reconhece a influência das desigualdades no universo jurídico e identifica a necessidade de se criar uma cultura emancipatória de direitos. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou o Protocolo para Julgamento com Perspectiva de Gênero, cuja adoção vem sendo recomendada no Brasil há cerca de três anos.
 
Fonte Ejurr
Ícone WhastsApp Ícone Instagram TJRR Ícone Twitter TJRR Ícone Facebook TJRR Ícone Linkedin TJRR Ícone Spotify TJRR Ícone TikTok TJRR Ícone Youtube TJRR

Palácio da Justiça - Desembargador Robério Nunes dos Anjos

Endereço: Praça do Centro Cívico, 296 - Centro - 69.301-380

Telefones:

3198-2800 - Palácio da Justiça
3198-4700 - Fórum Cível
3194-2699 - Fórum Criminal
3198-4900 - Prédio Administrativo
3621-5100 - Vara da Infância e Juventude

Logomarca do Tribunal de Justiça de Roraima

PLANTÕES DE ATENDIMENTO - SÁBADO, DOMINGOS E FERIADOS

Plantão Judicial 1ª Instância: ☎ (95) 98404 3085
Plantão Judicial 2ª Instância: ☎ (95) 98404 3123
Núcleo de Plantão Judicial e Audiência de Custódia: ☎ (95) 98404 3085
Plantão Vara da Justiça Itinerante: ☎ (95) 98404 3086

 

Ícone Mapa do Site     Banner Radar da Transparência Pública

.
Acessibilidade Visual
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte