INTRANET  |  ACESSO À INFORMAÇÃO  |  OUVIDORIA   Botão Instagram TJRR   Botão Facebook TJRR   Botão Youtube TJRR   Botão Twitter TJRR

CNJ convida TJRR a disponibilizar tecnologia de inteligência artificial para tribunais do País

Sistema Mandamus integrará a Plataforma Digital do Poder Judiciário, fomentada pelo CNJ


Foto: Orib Ziedson

O juiz auxiliar da presidência do CNJ, Rafael Leite Paulo, que esteve em Roraima acompanhando algumas ações do CNJ, aproveitou para iniciar a viabilização da inclusão do Mandamus na plataforma nacional

 

 

Em visita ao TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima), o juiz auxiliar da presidência do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), Rafael Leite Paulo, que acompanhou a inauguração do Inovajurr (Laboratório de Inovação e Inteligência do Poder Judiciário de Roraima), trouxe ao presidente da Justiça Estadual, desembargador Mozarildo Cavalcanti, a proposta de integração à mais nova plataforma do conselho. 

 

O magistrado, que em 2019 participou do evento de tecnologia do TJRR, o Justiça 4.0, e conheceu as soluções tecnológicas do tribunal, destacou a importância de o Mandamus (Sistema de Automação de Processos e Distribuição Eletrônica de Mandados) compor a Plataforma Digital do Poder Judiciário do CNJ, que visa compartilhar as experiências exitosas da área com todos os tribunais do país.


“O CNJ está estimulando todo judiciário a atuar de forma colaborativa, contribuindo com soluções digitais e utilizando as ferramentas disponibilizadas na plataforma. E avalio que o Mandamus é uma dessas experiências exitosas que deve se tornar referência nacional”, declarou.


Com isso, ele propôs a formalização de um Termo de Cooperação Técnica entre o TJRR e o CNJ para que, o quanto antes, o Sistema de Automação, usado atualmente apenas em Roraima, passe a ser disponibilizado e usado por todos os tribunais que tenham interesse. “A ideia é levar o que tem de melhor em inovação para dentro dessa plataforma e contribuir para o judiciário como um todo no Brasil”, comentou.


O presidente do TJRR, desembargador Mozarildo Cavalcanti, acenou positivamente com a possibilidade de disponibilizar a solução tecnológica local, para que seja utilizada em todo o Brasil. “Avaliamos como muito positivo esse conceito colaborativo adotado pelo CNJ, e estamos dispostos a colaborar com o que for necessário”, afirmou.

 

Ele destacou ainda a importância do reconhecimento dos avanços tecnológicos do tribunal: "É gratificante ver o reconhecimento de uma das nossas soluções inovadoras em inteligência artificial e ao mesmo tempo poder contribuir com outros tribunais”, declarou.
O presidente do CGTIC (Comitê de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação) do TJRR, o juiz Esdras Silva Pinto, avalia que o fato de uma iniciativa do Judiciário de Roraima passar a integrar a Plataforma de Inteligência Artificial do CNJ é, além de um reconhecimento de todo o trabalho da equipe da STI (Secretaria de Tecnologia da Informação), também algo muito gratificante, pois a Justiça Estadual passará a contribuir com o judiciário nacional.


“O Mandamus já está em funcionamento desde o mês de julho deste ano, demonstrando bons resultados no trabalho dos oficiais de justiça, que passaram a se concentrar exclusivamente no cumprimento da diligência, eliminando a necessidade de deslocamento à Central de Mandados para receber os documentos distribuídos em papel; e de gastar horas redigindo as certidões das diligências cumpridas. Acredito que será uma boa contribuição para os demais tribunais do Brasil”, declarou.

 
 

Botão Instagram TJRRBotão Youtube TJRRBotão Facebook TJRRBotão Twitter TJRR

Endereço: Praça do Centro Cívico, 296 - Centro
Fones: (95) 3198-2800 / Forum: (95) 3198-4746 / Varas de Fazenda: (95) 3198-4150 / Administrativo: (95) 3198-4100