.

Ir para o Conteúdo  | Ir para o Menu  | Ir para o rodapé  | Ir para a Busca             Acessibilidade   | Intranet  |  SIC  |  Canal de Denúncia  | Ouvidoria   Botão do Instagram do Tribunal de Justiça de Roraima   Botão de acesso a rede social Facebook do TJRR   Botão de acesso ao canal de Youtube do TJRR   Botão  da Rede Social Twitter do TJRR

Selos Prêmios TJRR       

Adolescentes do Sistema Socioeducativo de Roraima visitam exposição "Ko'ko Non Zumbá"

Fotos: Leitura Abre Portas
 
Adolescentes do sistema socioeducativo e do Semiliberdade de Roraima tiveram a oportunidade de vivenciar uma experiência cultural durante a visita à exposição "Ko'ko Non Zumbá". A exposição foi realizada no Serviço Social do Comércio (Sesc/RR), por meio do projeto "Leitura Abre Portas", do Tribunal de Justiça de Roraima, executado no CSE. A visita ocorreu no dia 03 de junho.
 
Os jovens conheceram a herança artística e cultural afro-indígena, promovendo assim a integração social por meio da arte, educação e cultura regional.
 
A visita foi acompanhada pelo coordenador estadual da política socioeducativa, Hugo Vissoto, pelo diretor do CSE, Genildo Silva, pela assistente social do GMF, Débora Nóbrega, pelas bibliotecárias do TJRR, Madrice Cunha e Maryluci Melo, pela diretora de gestão documental, Lorrane Costa, pelo representante do Programa Fazendo Justiça/CNJ, Alisson Messias, além de professores e agentes socioeducativos do CSE. 
 
Débora Nóbrega, que é assistente social do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima, ressaltou a importância de oportunidades como estas. “O direito à educação, à cultura e ao lazer estão estabelecidos no artigo 6º da Constituição Federal e também no Estatuto da Criança e do Adolescente. A promoção de políticas públicas que garantam direitos é fundamental, especialmente quando o Estado se responsabiliza pela custódia de adolescentes em medida socioeducativa”.
 
A mediadora do Sesc Alice Lyra foi a responsável pela visita guiada, explicando para os adolescentes e demais presentes do que se tratava a exposição coletiva que reúne artistas de diversas etnias e de origens diferentes que residem no estado de Roraima.
 
Acompanhados por educadores e profissionais da área socioeducativa, os jovens percorreram os corredores adornados com obras de arte que celebram a trajetória e os valores das comunidades afro-brasileiras e indígenas, suas similaridades e singularidades na perspectiva de articular, reconhecer e fortalecer os diferentes saberes, trajetórias, poéticas, estéticas e visualidades presentes no estado.
 
Durante a visita, os adolescentes puderam interagir e participar de atividades interativas que permeiam a cultura afro-indígena de Roraima. A experiência foi uma oportunidade não apenas de apreciar a arte, mas também de refletir sobre identidade, pertencimento e respeito à diversidade.
 
A diretora do Departamento de Gestão Documental do TJRR, Lorrane Costa, afirmou que a visita demonstrou que a criança e o adolescente que acessa a cultura elevam a perspectiva futura e passa a ignorar as condições desfavoráveis que a vulnerabilidade lhe condiciona. “Para muitos dos jovens, a visita à exposição representou um momento de conexão com suas próprias raízes culturais, além de uma oportunidade de ampliar horizontes e enriquecer conhecimentos. A interação com obras de artistas locais e a imersão em expressões culturais diversas despertaram a criatividade e a curiosidade dos adolescentes, estimulando assim seu processo de desenvolvimento pessoal e social”, reforçou.
 
Para o diretor de Sistema Socioeducativo, Genildo Silva, as oportunidades são apresentadas aos adolescentes e eles decidem. “Nesses eventos apresentamos para os adolescentes as oportunidades e o que eles podem conquistar com a força de vontade de cada um e alguns deles se identificaram com o que conheceram”.
 
Para a bibliotecária do TJRR, Madrice Cunha, foi uma experiência enriquecedora para todos os presentes. "Esta visita foi uma experiência única para os adolescentes do Sistema Socioeducativo, pois vivenciaram de perto a riqueza cultural de Roraima e que certamente marcará suas vidas de forma positiva".
 
Para Alisson Messias, do programa Fazendo Justiça do CNJ, oportunizar aos adolescentes o acesso a espaços como este promove a construção de diferentes perspectivas culturais e inclui esse público que geralmente está afastado do debate e participação cultural local, além de promover a sua participação social. 
 
“Essa atividade está alinhada com a ação de Fomento a Cultura no socioeducativo, do Conselho Nacional de Justiça, por meio do Programa Fazendo Justiça em parceria com o Programa das Nações Unidas. A ação visa a garantia do direito à cultura, ao livro e à leitura e objetiva valorizar iniciativas e fomentar políticas públicas que ampliem o seu acesso por adolescentes em atendimento socioeducativo, numa perspectiva de integração com as demais práticas e políticas intersetoriais”.
 
A visita à exposição "Ko'ko Non Zumbá" representou muito mais do que um simples passeio cultural. Foi um momento de aprendizado, troca e celebração da diversidade, que reforçou a importância da cultura e da educação como ferramentas de transformação social. O projeto "Leitura Abre Portas" continua a desempenhar um papel fundamental na promoção da inclusão e no empoderamento de adolescentes em situação de vulnerabilidade, construindo assim um futuro mais promissor e igualitário para todos em Roraima.
Ícone WhastsApp Ícone Instagram TJRR Ícone Twitter TJRR Ícone Facebook TJRR Ícone Linkedin TJRR Ícone Spotify TJRR Ícone TikTok TJRR Ícone Youtube TJRR

Palácio da Justiça - Desembargador Robério Nunes dos Anjos

Endereço: Praça do Centro Cívico, 296 - Centro - 69.301-380

Telefones:

3198-2800 - Palácio da Justiça
3198-4700 - Fórum Cível
3194-2699 - Fórum Criminal
3198-4900 - Prédio Administrativo
3621-5100 - Vara da Infância e Juventude

Logomarca do Tribunal de Justiça de Roraima

PLANTÕES DE ATENDIMENTO - SÁBADO, DOMINGOS E FERIADOS

Plantão Judicial 1ª Instância: ☎ (95) 98404 3085
Plantão Judicial 2ª Instância: ☎ (95) 98404 3123
Núcleo de Plantão Judicial e Audiência de Custódia: ☎ (95) 98404 3085
Plantão Vara da Justiça Itinerante: ☎ (95) 98404 3086

 

Ícone Mapa do Site     Banner Radar da Transparência Pública

.
Acessibilidade Visual
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte