Slide item 1
Slide item 2
Slide item 3

Sala Lilás, que existe desde 2016, é onde crianças, mulheres e LGBTI's vítimas de violência são atendidas. A brinquedoteca visa melhorar acolhimento de meninos e meninas.

Por Fabrício Araújo, G1 RR — Boa Vista

28/11/2019 12h48 Atualizado há uma semana

 

Brinquedoteca inaugurada no IML de Boa Vista nesta quinta-feira (28) — Foto: Fabrício Araújo/G1 RR

A Sala Lilás do Instituto Médico Legal (IML) foi ampliada e ganhou uma brinquedoteca para acolher melhor crianças que necessitem passar por espera no local. A inauguração ocorreu na manhã desta quinta-feira (28).

 

A Sala Lilás, que existe desde 2016, é onde são atendidas crianças, mulheres e a comunidade LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexuais) vítimas de violência.

De acordo com Marcela Campelo, o espaço garante a privacidade e evita que vítimas fiquem no mesmo espaço de agressores que também são atendidos no IML, mas em uma sala diferente.

"Esta brinquedoteca é para deixar o ambiente cada vez mais acolhedor, mais lúdico para que, talvez, a criança consiga revelar coisas que não conta em um ambiente desagradável. Isto também nós ajuda a servir com mais dignidade", explicou a diretora do IML.

O projeto da brinquedoteca foi idealizado pela diretora do IML, Marcela Campelo, e posto em prática com a verba de R$ 10.818 conseguida através de um edital para projetos da Vara de Penas e Medidas Alternativas (Vepema).

O delegado geral da Polícia Civil de Roraima, Hebert Amorim, disse durante a inauguração que o segundo IML de Boa Vista já possui um projeto elaborado e verba de R$ 12 milhões garantida por uma emenda de bancada. "Já iniciamos o projeto e em breve teremos um novo prédio do IML em Boa Vista", disse.

 

Autoridades reunidas para inauguração da brinquedoteca — Foto: Fabrício Araújo/G1 RR