Ícone que leva para o Fale Conosco Ícone que leva para informações de Telefones Ícone que leva para Ouvidoria Ícone que leva para endereços, telefones e e-mails das Comarcas Ícone que leva para o Portal Transparência

 

Alvará de Separação de Corpos

Descrição
 
Medida judicial que autoriza a saída de um dos cônjuges (marido ou mulher) ou companheiro do lar conjugal, quando a convivência se torna insustentável.
 
 
Procedimento
 
A(o) interessada(o) deve procurar um advogado. Caso não tenha condições financeiras de contratar advogado poderá procurar a Defensoria Pública do Estado ou, nas cidades onde ela não atua, a Ordem dos Advogados do Brasil.
 

Perguntas e Respostas:
 
O que é a separação de corpos e qual sua importância?
É uma espécie de atestado que autoriza o marido a deixar de viver com a mulher sob o mesmo teto. Ou vice-versa. O alvará de separação de corpos, concedido pelo juiz, só será necessário quando houver o interesse de regularizar a separação de fato dos cônjuges, liberando-os do dever de coabitação, isto é, de viver sob o mesmo teto. Serve também, em princípio, para fixar a data do término do regime de bens e outros prazos importantes.
 
Em que casos é realmente necessário desfazer o casamento na Justiça?
Quando um dos cônjuges resolver adquirir bens após a separação de fato ou pretender casar-se novamente. Também se impõe sempre que haja interesse na partilha dos bens e na atribuição de pensão alimentícia a uma das partes. Fora isso, o casal pode simplesmente permanecer separado de fato, particularmente se não tem filhos nem patrimônio a dividir. Ou então não tem nenhuma obrigação de ajuda financeira um com o outro.
 
Um só advogado pode atender marido e mulher?
Em tese sim, principalmente se for amigável. Caso haja litígio, é melhor haver um advogado para cada uma das partes. O profissional poderá sugerir ao cliente a conduta mais adequada a ser adotada em seu caso específico.
 
Qual o momento de procurar um advogado?
Quando o marido ou a mulher sentirem que as desavenças se tornam cada vez mais freqüentes, ou que, independentemente delas, a vida conjugal está se tornando inviável. Isso porque, se previamente orientado, o cônjuge terá tempo suficiente para não só reunir a documentação necessária como também as provas que, no futuro, serão imprescindíveis ao processo.
 
De quais documentos o advogado precisa?
Em primeiro lugar, há o básico: certidão de casamento, pacto antenupcial (se houver), certidão de nascimento dos filhos, comprovação de valores dos imóveis e declaração de imposto de renda. Além disso, é preciso juntar provas dos motivos que justifiquem o pedido de separação (adultério, agressões, alcoolismo). Exemplos: boletim de ocorrência, exame de corpo de delito, fotos, gravações, cartas, atestados médicos e e-mails, entre outros.

 

 

Artigos Interessantes:

 


Local:

 

Botão de localização no Google Maps