Notícias

PONTUAÇÃO MÁXIMA - Tribunal de Justiça de Roraima alcança excelência em governança de tecnologia

O TJRR alcançou a nota máxima no iGovTIC-Jud do CNJ

 

Fotos: Divulgação

Índice de excelência em governança de tecnologia.

 

O índice é nacional e está disponível para consulta na página: https://paineis.cnj.jus.br/QvAJAXZfc/opendoc.htm?document=qvw_l%2FPainelCNJ.qvw&host=QVS%40neodimio03&anonymous=true&sheet=shIGTGraficos

 

O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) divulgou o índice do iGovTIC-Jud (Índice de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação no Judiciário), e o TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima) está entre os três tribunais que alcançaram excelência na pontuação geral entre os órgãos do Judiciário, batendo a pontuação máxima  de 0,95 no ranking brasileiro. 

 

O Judiciário de Roraima garantiu o terceiro lugar entre todos os tribunais do País e o segundo lugar no ranking dos tribunais de pequeno porte. Este índice mede a governança, infraestrutura e serviços de tecnologia da informação nos tribunais brasileiros.

 

O presidente do TJRR, desembargador Mozarildo Cavalcanti, destaca que o TJRR vem a cada ano investindo mais em tecnologia, visando prestar serviços mais céleres e eficientes para os jurisdicionados; ou seja, para todos aqueles que buscam o atendimento da Justiça Estadual.

 

“Investimentos em Tecnologia da Informação e Inteligência Artificial têm sido um dos pilares da administração do Tribunal de Justiça de Roraima, o que vem nos permitindo avançar cada dia mais em produtividade e qualidade dos serviços, e o que nos garantiu também não paralisar nossos serviços em meio à pandemia que ainda exige distanciamento social”, declarou.

 

Para o presidente do CGTIC (Comitê de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação) do TJRR, juiz Esdras Silva Pinto, o resultado é reflexo do trabalho em conjunto, do alinhamento da Secretaria de Tecnologia da Informação com as demais unidades do Judiciário.

 

“Podemos destacar a melhoria na capacidade de garantir a segurança da informação no âmbito do Tribunal de Justiça, a implantação do firewall, que está em fase de finalização, além do aperfeiçoamento dos fluxos internos de trabalho”, observou.

O levantamento do iGovTIC-Jud é previsto na Resolução 211/2015 do CNJ, que dispõe sobre a Estratégia Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário (EenTic-JUD), criada para promover a melhoria da governança, da gestão e da infraestrutura tecnológica no âmbito do Poder Judiciário. 

 

O objetivo do iGovTIC-JUD é permitir que o CNJ identifique, avalie e acompanhe a situação da Governança, Gestão e Infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação dos órgãos do Poder Judiciário.

O resultado completo, que inclui categorias dos tribunais de todos o país  pode ser acessado por meio do endereço: https://paineis.cnj.jus.br/QvAJAXZfc/opendoc.htm?document=qvw_l%2FPainelCNJ.qvw&host=QVS%40neodimio03&anonymous=true&sheet=shIGTGraficos.