Ícone que leva para o Fale Conosco Ícone que leva para informações de Telefones Ícone que leva para Ouvidoria Ícone que leva para endereços, telefones e e-mails das Comarcas Ícone que leva para o Portal Transparência

 

Almiro Padilha encerra gestão do TJRR com reconhecimento nacional

 

 

O desembargador Almiro Padilha encerrará sua gestão à frente do Tribunal de Justiça de Roraima nesta sexta-feira, 10, quando tomará posse a desembargadora Elaine Bianchi no cargo de presidente. O desembargador tem visitado as Unidades do Poder Judiciário Estadual nesses últimos dias que antecedem o término de sua gestão, inclusive as comarcas do interior, agradecendo o empenho de todos os magistrados e servidores pelos resultados alcançados, com reconhecimento nacional.
 
Conforme Padilha, o Tribunal de Justiça de Roraima, apesar de ser o menor do país, possui todas as variáveis de uma grande Corte. “Em meu discurso de posse, em janeiro de 2015, elenquei alguns projetos; dentre eles, a pretensão de, juntamente com toda a minha equipe, magistrados e servidores, levar o Tribunal de Justiça de minha terra à primeira colocação do IPC-JUS do CNJ. E isso foi possível. No final da minha gestão pude receber essa excelente notícia. O Tribunal de Justiça de Roraima apareceu com IPC-jus (Índice de Produtividade Comparada da Justiça) 100% e em 1º lugar dentre os Tribunais de Justiça. Também fomos agraciados pelo Conselho Nacional de Justiça com o Selo Ouro Justiça em Números. O mérito é de todos aqueles que fazem o Poder Judiciário Roraimense. A todos, meus sinceros agradecimentos”, afirmou.
 
Outra grande conquista para o Tribunal de Justiça do Estado de Roraima, segundo o desembargador, foi a instalação, em todas as comarcas, dos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania - CEJUSCs, atingindo 100% da Meta 3/2016 do CNJ, sendo o primeiro Tribunal do Brasil a capacitar mediadores judiciais em todas as suas comarcas.
 
“Temos buscado avançar em modernidade, com o aperfeiçoamento da prestação jurisdicional e expansão das unidades. Tive a honra de poder inaugurar o Fórum Criminal Ministro Evandro Lins e Silva, projeto que teve início na minha gestão anterior. Um prédio moderno, que abriga todas as Varas Criminais. Recentemente, também inauguramos a sede administrativa Luiz Rosalvo Indrusiak Fin, que abriga os setores que compõem a estrutura administrativa do Tribunal de Justiça, além da Escola do Poder Judiciário, o Programa Justiça Comunitária, a Coordenadoria da Infância e da Juventude e a Vara da Justiça Itinerante. A nova unidade permitirá uma economia, só neste ano, de mais de 1,06 milhão, com a entrega de prédios alugados; além de economizar com vigilância e gasolina”, disse.
 
Além disso, novas varas foram instaladas para atender o aumento significativo da demanda. Também foram empossados novos servidores e magistrados, e o Tribunal de Justiça desenvolve vários projetos que acolhem a sociedade de Roraima, como a Justiça Itinerante, Pai Presente, Maria vai à Escola, Patrulha Maria da Penha, Projetos voltados à Conciliação, entre outros.
 
Ainda, segundo Padilha, outro grande desafio era a necessidade de avançar em tecnologia. E para isso, o Tribunal precisava investir, com a transformação de todos os processos físicos em eletrônico. “Em 2016, iniciamos a digitalização dos processos criminais que ainda tramitavam por meio físico. A meta é deixar 100% do acervo eletrônico”, afirmou.
 
O presidente do TJRR destacou ainda a necessidade de priorizar a motivação de magistrados e servidores. “O Estado de Roraima vem passando por dificuldades financeiras, e isso foi um grande desafio. Porém, temos lutado para criar condições para que todos possam trabalhar motivados. Os desafios que se colocam são muito grandes. Precisamos investir muito no ser humano para que ele esteja motivado e preparado para enfrentar essas dificuldades do dia a dia”, concluiu.
 
Perfil
Almiro Padilha é natural de Júlio de Castilho-RS. Formou-se em Ciência Jurídica e Social pela Unicruz - Universidade de Cruz Alta-RS, em 1988. Chegou em Roraima em 01/12/1990. Atuou na advocacia de 1990 a 2001. Foi presidente da OAB/RR por três vezes (1993/1994; 1995/1997; 2001). Tomou posse no cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Roraima em setembro de 2001. Presidiu a Associação dos Magistrados de Roraima - AMARR no período de 2002/2005. Foi vice-presidente/corregedor do Tribunal Regional Eleitoral-TRE/RR no biênio 2005/2006. Foi presidente do TRE nos anos de 2007/2008. Presidiu o Tribunal de Justiça no biênio 2009/2011. Foi Corregedor-Geral de Justiça por duas vezes (2003/2005 e 2011/2012). É doutorando em Direito Privado na Universidade Del Museo Social de Buenos Aires - Argentina. Foi professor (voluntário) de Processo Civil do Curso de Direito da Universidade Federal de Roraima e professor titular de Processo Civil da Faculdade Cathedral. Assumiu pela segunda vez a presidência do TJRR em 30 de janeiro de 2015, cargo que ocupa até então e que encerrará no dia 10 de fevereiro de 2017.
 
 
 
 
Boa Vista, 9 de fevereiro de 2017.
 
Núcleo de Relações Institucionais - NURI
Escritório de Comunicação