Ícone que leva para o Fale Conosco Ícone que leva para informações de Telefones Ícone que leva para Ouvidoria Ícone que leva para endereços, telefones e e-mails das Comarcas Ícone que leva para o Portal Transparência

 

EMPREENDEDORISMO SOCIAL- Projeto de panificação recebe financiamento do Tribunal de Justiça

 

Fotos: Gioani Messias

Lançamento ocorreu neste final de semana, na sede da Nação Caimbé

 

‘Seja Forte e Corajoso’ é o nome do projeto da entidade Nação Caimbé, que passa a trabalhar com a realização de oficinas de panificação. A iniciativa está sendo executada em parceria com a Vepema (Vara de Penas e Medidas Alternativas), do TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima).

 

As atividades, que incluem cursos e oficinas, são financiadas por meio de recursos obtidos de penas e medidas alternativas, e tem como objetivo promover o empreendedorismo e a geração de renda para as famílias participantes.

 

No total, o TJRR por meio da Vepema, disponibilizou R$ 10 mil, que deverão ser aplicados na aquisição de equipamentos de panificação, além dos insumos que serão utilizados nas aulas. Parte dos alimentos produzidos será destinada a venda e o lucro arrecadado será aplicado para a manutenção do projeto e também distribuído aos participantes como geração de renda.

 

Segundo o assessor jurídico da Vepema, Giovani Messias, o público-alvo desta iniciativa é composto principalmente por pessoas em situação de vulnerabilidade social, inclusive imigrantes, além de cumpridores de penas e medidas alternativas. Os cursos têm duração de uma semana e a meta é capacitar 800 pessoas até dezembro.

 

“É importante destacar que essa nova forma de utilização dos recursos está proporcionando, além de maior credibilidade a pena de prestação pecuniária, relevante alcance social com impacto positivo para toda sociedade, pois tem minimizado dificuldades reais da comunidade por meio de ações concretas dos projetos selecionados, como é o caso deste que visa capacitação”, observou.

 

O coordenador e líder da Nação Caimbé, pastor Rômulo Xavier, agradeceu a parceria e disse que o principal foco do desenvolvimento desse projeto, é proporcionar oportunidade aqueles que necessitam. “Estamos agradecidos ao Poder Judiciário de Roraima. Cada pessoa que está aqui recebeu uma motivação diferente a partir de agora. As famílias já estão pensando como empreendedores”, comentou, ao destacar que nesta primeira turma, já inscreveram-se 15 pessoas.