Ícone que leva para o Fale Conosco Ícone que leva para informações de Telefones Ícone que leva para Ouvidoria Ícone que leva para endereços, telefones e e-mails das Comarcas Ícone que leva para o Portal Transparência

 

Juíza Maria Aparecida Cury é homenageada na Câmara Municipal de Boa Vista

 

Na manha desta quarta feira, 4, a juíza Maria Aparecida Cury, titular do 1º Juizado de Violência Doméstica do Tribunal de Justiça de Roraima, foi homenageada no Plenário da Câmara Municipal de Boa Vista, onde recebeu a Medalha de Honra ao Mérito e Diploma de gratidão. O Decreto Legislativo 833 e 832 de 9 de maio de 2018, é de autoria do vereador Genilson Costa.

Maria apercida Cury falou da honra de comparecer mais uma vez à casa Legislativa e agradeceu imensamente a todos os vereadores que concederam a homenagem, em especial ao vereador Genilson Costa. “Conheci o vereador no município de Alto Alegre e fiquei muito feliz pela dedicação de Vossa Excelência ao escolher meu nome para receber esta homenagem” disse.

Além dos agradecimentos, a magistrada contou um pouco de sua trajetória profissional. “Cheguei a Roraima para fixar residência e prestar os meus serviços a este Estado em 2000. Não o conhecia e em 2001, tomei posse e logo em seguida, fui nomeada ao cargo de juíza do municipío de Roirainópolis, onde trabalhei durante 5 anos, oportunidade em que fui agraciada pela 1º vez naquela Comarca como cidadã de Rorainópolis. Por isso, sinto-me desde o início como cidadã não apenas roraimense, mas como cidadã de todas as comarcas pelas quais passei no estado de Roraima” afirmou.

Maria Aparecida Cury atua no 1º Juizado de  Violência doméstica e junto à Coordenadoria Estadual  de Combate a Violência Doméstica. “Hoje não me imagino fazendo outra coisa. Trabalho com tudo que eu posso e com todas as ferrramentas para o bem do cidadão e para a sociedade  no combate à violência doméstica e familiar. A Violência Doméstica não é um problema da mulher somente, mas da sociedade. É muito gratificante trabalhar neste nicho da sociedade e combater esse problema. Antes de tudo, além de magistrada sou também feminista” concluiu.

Na mesma solenidade, o servidor do Tribunal de Justiça de Roraima e gestor do Fórum Criminal Ministro Evandro Lins e Silva, Vilton de Souza Flor, recebeu o título de cidadão boavistense. A honraria é concedida a pessoas que ajudam no desenvolvimento social da cidade de Boa Vista/RR.

 


 

Boa Vista, 4 de julho de 2018.

Núcleo de Comunicação e Relações Institucionais – NUCRI
Escritório de Comunicação