Ícone que leva para o Fale Conosco Ícone que leva para informações de Telefones Ícone que leva para Ouvidoria Ícone que leva para endereços, telefones e e-mails das Comarcas Ícone que leva para o Portal Transparência

 

Detentos começam a produzir peças recicláveis a partir de pneus doados pelo TJRR

 

 

A Cooperativa social de internos do Sistema Prisional começou a produzir as primeiras peças feitas com pneus. Os objetos confeccionados pelos detentos, tem chamado atenção pela qualidade e variedade. São cadeiras, sandálias, jarros, poltronas entre outros objetos.

 

A ação é fruto de uma parceria do TJRR, feita por meio do Termo de Cooperação Técnica e Financeira com a Secretaria de Justiça e Cidadania (SEJUC), Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Roraima- OAB/RR e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado de Roraima – SESCOOP/RR, em agosto deste ano.

 

O termo abrange a realização de cursos, treinamentos, acompanhamento jurídico e psicológico para os detentos do sistema prisional de Roraima com a implantação de uma cooperativa social para habilitação ao trabalho e geração de renda.

 

O projeto de uma Cooperativa de Internos foi idealizado pela agente penitenciária da SEJUC, Ana Broisler, quando a Vara de Penas e Medidas Alternativas do TJRR, lançou em 2016, edital para projetos sociais. Além das entidades parceiras o projeto conta com voluntários: Psicólogos, assistentes sociais e advogados.

 

O TJRR fez a doação de todos os pneus inutilizados pela frota e também foram doados materiais de consumo como, resmas de papel, canetas, lápis, materiais de expedientes necessários para o funcionamento da cooperativa.

 

Conforme Bruno Furman, a reutilização de pneus ajuda o meio ambiente e resolve um problema que tínhamos aqui, que era uma quantidade grande de pneus usados, ocupando espaço e sem destinação correta. "Além disso ajudamos o trabalho do cooperativa que é muito bonito, variado e de qualidade”, disse.

 

 

 

 

 

 

 

Boa Vista, 29 de novembro de 2017

 

 

Núcleo de Comunicação e Relações Institucionais