Ícone que leva para o Fale Conosco Ícone que leva para informações de Telefones Ícone que leva para Ouvidoria Ícone que leva para endereços, telefones e e-mails das Comarcas Ícone que leva para o Portal Transparência

 

Maria Vai à Escola: TJRR entrega certificados aos alunos da Escola Francisco Souza Briglia


O Tribunal de Justiça de Roraima por meio da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, realizou na tarde de ontem (27) a entrega de 190 certificados do Projeto Maria Vai à Escola aos alunos da Escola Municipal Francisco Souza Briglia, no Fórum Advogado Sobral Pinto, Centro Cívico.

A programação foi marcada por momentos de alegria e descontração. O secretário adjunto da Secretaria Municipal de Educação, Hefrayn Costa Lopes e a presidente do TJRR, Elaine Bianchi, ensaiaram dois momentos musicais acompanhados das crianças.

A presidente do TJRR agradeceu a participação dos parceiros envolvidos no Projeto e concluiu dizendo que "tudo o que foi tratado durante o Maria vai à Escola é de interesse de todos, pois ao passarem por alguma situação de risco saberão como agir e ainda serão multiplicadores do conhecimento”.

A juíza Maria Aparecida Cury, titular da Vara da Violência Doméstica, agradeceu a presença dos alunos, professores e gestores da escola, além de ressaltar a parceria com a Secretaria Municipal de Educação. “É muito bom saber que há três anos o município e o Tribunal de Justiça são parceiros e está tendo esse sucesso imenso. A Lei Maria da Penha, como qualquer lei, não vai mudar a realidade do país, por isso esse projeto educacional é tão importante, para que possamos trabalhar essa lei e outras, dentro das escolas” afirmou.

O Projeto Maria vai à Escola, fruto da parceria do Poder Judiciário de Roraima e a Secretaria Municipal de Educação, começou em 2015 e tem como objetivo trabalhar em salas de aula temas relativos aos direitos humanos, igualdade de gênero e Lei Maria da Penha. Até o momento foram beneficiadas dez escolas municipais da capital, atendendo aproximadamente mil e duzentos alunos que cursam o 5º ano do Ensino Fundamental.

*Com informações da Coordenadoria de Violência Doméstica

Boa Vista, 28 de setembro de 2017.

Núcleo de Comunicação e Relações Institucionais – NUCRI
Escritório de Comunicação