Ícone que leva para o Fale Conosco Ícone que leva para informações de Telefones Ícone que leva para Ouvidoria Ícone que leva para endereços, telefones e e-mails das Comarcas Ícone que leva para o Portal Transparência

 

CGJ finaliza mais uma etapa para implantação do PJeCor

 

O PjeCor (Processo Judicial Eletrônico) é um sistema que está sendo implementado com objetivo de abranger todas as Corregedorias de Justiça do País, possibilitando a tramitação dos processos disciplinares em ambiente eletrônico, primeiramente, relacionados aos magistrados. A implantação do PjeCor foi estabelecida como Meta 1 da Corregedoria Nacional de Justiça para o ano de 2017.

 

Para a presidente da Comissão Permanente de Sindicância, Jacqueline do Couto, a Corregedoria Geral de Justiça finalizou com êxito, a etapa pertinente ao TJRR de implantação do sistema. “Iniciamos o trabalho em março deste ano, sob a coordenação do analista de sistema Paulo Eduardo da Silva Santos, com objetivo de implementar o fluxo de magistrados. Nesse período, foram realizados os testes para verificação da operacionalidade do sistema e podemos dizer que a missão desta Corregedoria está concluída. A partir de agora, aguardaremos a homologação por parte do CNJ e Tribunais parceiros, para iniciar a utilização do sistema para os novos processos e os que estão em tramitação”, disse.

 

De acordo com a presidente, os trabalhos avançaram e com a permissão do CNJ, foi estabelecido o fluxo padrão para servidores, ou seja, o sistema também será utilizado para processos disciplinares envolvendo servidores. “A princípio, a meta seria implantar o PjeCor apenas para processos envolvendo magistrados. Porém, foi possível avançar uma etapa e antecipar a utilização do sistema nos processos de servidores”, explicou.

 

A Corregedoria Geral de Justiça possui atualmente cinco servidores capacitados para iniciar a utilização do PjeCor.

 

Para o corregedor geral de justiça, desembargador Mauro Campello, a finalização desta primeira etapa demonstra o compromisso da CGJ em proporcionar maior controle, transparência e agilidade na tramitação dos processos. “Finalizamos a primeira etapa para o cumprimento da Meta 1 do CNJ contribuindo de maneira efetiva para a implementação do sistema em todo país. Parabenizamos toda a equipe envolvida no Projeto, pois não mediram esforços na realização do trabalho e concretização da meta estabelecida. Quero agradecer a presidente do TJRR, desembargadora Elaine Bianchi, que se mostrou sensível a esta causa e prestou todo apoio necessário para tornar a implementação do PjeCor em Roraima uma realidade”, disse o Corregedor.

 

Fonte: Assessoria Especial CGJ

Foto: Antônio Diniz

 

 

Boa Vista, 10 de maio de 2017.

 

Núcleo de Relações Institucionais – Nuri

Escritório de Comunicação