Não é novidade que a forma de prestação jurisdicional no âmbito criminal e penal juvenil tradicionais não vêm gerando os resultados esperados desde há muito. Um novo olhar sobre os conflitos entre as pessoas e a sua solução vem surgindo, talvez não para substituir a forma tradicional de solução de conflitos, mas para andar lado a lado com ela, a fim de superar os desafios destes novos tempos, que clamam por uma justiça rápida e eficiente. Chama-se Justiça Restaurativa essa nova abordagem dos conflitos entre os indivíduos, em que, em  vez de perquirir culpa, procura definir responsabilidades, considerando principalmente as necessidades da vítima, do agressor e a relação entres eles e a sociedade. Várias técnicas e princípios são utilizados, podendo-se destacar o empoderamento.
 
Por ser muito dinâmica, a área da infância e da juventude é terreno fértil para essa nova prática, que em razão dos resultados positivos, já é chamada, por alguns, de Justiça do Século 21.
 
O Tribunal de Justiça de Roraima, por meio da CIJ, vem realizando estudos  para a viabilização e implantação da Justiça Juvenil Restaurativa, com previsão de instalação do primeiro Núcleo em 2016.
 

 


 

 

  Coordenadoria da Infância e da Juventude

Sede Administrativa Luiz Rosalvo Indrusiak Fin

Av.Cap. Ene Garcês, N. 1696 , Bairro: São Francisco, Sala 304,

CEP:69305-135

Telefone: (95) 3621 - 5115 - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.